MENU

PDF Download

Memorial de Aires - Machado de Assis

O narrador, Conselheiro Aires, conta o episódio da vida de um casal e a aventura amorosa de outros personagens. O livro foi publicado no final da vida do autor. O romance é leitura recomendada em universidades e cursos de vestibular.



Memorial de Aires - Machado de Assis - PDF Download

O narrador, Conselheiro Aires, conta o episódio da vida de um casal e a aventura amorosa de outros personagens. O livro foi publicado no final da vida do autor. O romance é leitura recomendada em universidades e cursos de vestibular.

Descrição do livro



O narrador, Conselheiro Aires, conta o episódio da vida de um casal e a aventura amorosa de outros personagens. O livro foi publicado no final da vida do autor. O romance é leitura recomendada em universidades e cursos de vestibular.

SINOPSE



Memorial de Aires foi publicado em 1908, ano da morte de Machado de Assis e quatro anos depois da morte de sua mulher, Carolina. Pode-se dizer que o fio condutor do romance prende-se a Carmo e Aguiar, imensamente felizes por uma união de 25 anos. Tal felicidade é compartilhada com amigos que povoam sua casa em freqüentes reuniões. Porém o casal lamenta o fato de não poder ter filhos. Daí o apego excessivo ao afilhado Tristão (médico formado na Europa) e à jovem viúva Fidélia, ambos considerados quase filhos do casal.
Ora, Machado de Assis vivera com Carolina 35 anos, feliz e sem filhos. Em carta a Mário de Alencar, o autor revelara que o personagem Carmo representava uma homenagem à falecida esposa. Há aqueles que especulam outras semelhanças entre a obra e a vida do escritor: Carmo/Carolina; Aguiar/Assis; ou, ainda, Aires/Assis.
O certo é que Memorial de Aires pode ser lido como uma bela reflexão sobre a velhice, resultando daí um verdadeiro retrato da sociedade carioca do final do século passado.

Sobre o Autor:



Machado de Assis (Joaquim Maria Machado de Assis), jornalista, contista, cronista, romancista, poeta e teatrólogo, nasceu no Rio de Janeiro, em 21 de junho de 1839, e faleceu também no Rio de Janeiro, em 29 de setembro de 1908. Nascido no Morro do Livramento, de uma família pobre, mal estudou em escolas públicas e nunca frequentou universidade. Fundador da Cadeira nº 23 da Academia Brasileira de Letras, ocupou sua presidência por mais de dez anos. Sua extensa obra constitui-se de nove romances e peças teatrais, duzentos contos, cinco coletâneas de poemas e sonetos, e mais de seiscentas crônicas. Machado de Assis é considerado o introdutor do Realismo no Brasil, com a publicação de Memórias póstumas de Brás Cubas (1881). Este romance é posto ao lado de todas suas produções posteriores, Quincas Borba, Dom Casmurro, Esaú e Jacó e Memorial de Aires, ortodoxamente conhecidas como pertencentes a sua segunda fase, em que se notam traços de pessimismo e ironia. Sua primeira fase literária é constituída de obras como Ressurreição, A mão e a luva, Helena e Iaiá Garcia, onde notam-se características herdadas do Romantismo, ou "convencionalismo", como prefere a crítica moderna.

Memorial de Aires - Machado de Assis - PDF Download






More by SANDERLEY

TRENDS - SONG LYRICS
Radar by Sanderlei
Everything in the musical world / Tudo que rola no mundo musical / ทุกอย่างในโลกดนตรี / Все в музыкальном мире / 音楽界のすべて.

Just Go - Viagem Volta ao Mundo
#JustGo - Sanderlei Silveira